Redenha de ''O conto da aia'', de Margaret Atwood




Em ''O conta da Aia'', a autora canadense Margaret Atwood nos apresenta um regime totalitário teocrático instaurado em parte dos Estados Unidos.


Para efetivar o que chamam de ''República de Gilead'', foi preciso um plano extremamente estratégico, que possibilitou no assassinato do presidente em exercício e de parte do Congresso, além da revogação da Constituição dos Estados Unidos.


Após esse golpe de Estado, a população norte-americana - que era marcada por vários impasses, como o aumento da infertilidade, a propagação de infecções sexualmente transmissíveis, a degradação ambiental e o descarte incorreto do lixo radioativo - encontra-se totalmente confusa com o que está ocorrendo. Enquanto isso, os direitos básicos, sobretudo os das mulheres, foram, gradativamente, negados.


Consequentemente, após parte do plano do novo governo desempenhado, temos a ascensão de uma nova sociedade, baseada em novos princípios e costumes.


Tudo isso é relatado pela personagem Offred, uma aia. As aias são mulheres que têm um único objetivo: procriar. Como a própria personagem fala, ''somos úteros de duas pernas, apenas isso''.


O que torna essa obra impactante são as similaridades com questões atuais, como o crescimento de debates de costumes da sociedade, influenciados principalmente por figuras reacionárias que se autodeclaram cristãs. Certamente, dentre as distopias já lidas por mim, esta é a mais próxima da nossa realidade, infelizmente.


Portanto, ''O conto da aia'' é sem dúvida um livro necessário, que deve ser lido e relido em várias etapas da nossa vida não apenas com o intuito de refletir sobre como seria viver sem liberdade, mas também para enxergar o valor que a Democracia tem e que, por algum motivo, não reconhecemos.


Minha nota: 10/10.


Mas pensado na redação do Enem e como eu poderia aplicar esse livro nela, vou elaborar um parágrafo de introdução usando essa obra.

O tema será ''Os desafios no combate às notícias falsas no Brasil''


Veja o exemplo de introdução:


''No livro ''O conta da aia'', da autora canadense Margaret Atwood, a personagem Offred vive em um Estado autoritário teocrático, em que os noticiários, apesar de escassos, são controlados pelo governo. Diante dessa realidade, Offred sente falta da falta de informações, mesmo elas sendo evidentemente manipuladas. Embora o livro retrate uma distopia, no Brasil as notícias falsas são uma grave realidade que estão em ascensão. Nessa perspectiva, cabe analisar os em risco tanto ao bem-estar social quanto à preservação do Estado democrático.''

Gostou da resenha e do exemplo de introdução? Então comente o que achou! Vale ressaltar que críticas e sugestões serão sempre muito bem recebidas! ;)

5 visualizações

comentários

NOSSAS REDES SOCIAIS

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco

Propostas de Redação © 2021
Todos os direitos reservados. Teófilo Otoni, Minas Gerais, Brasil.